27 abril 2018

Desmistificando o “Nada”


“I ain't got no home, ain't got no shoes
Ain't got no money, ain't got no class
Ain't got no skirts, ain't got no sweater
Ain't got no perfume, ain't got no bed”

O meu Nada que é tudo.
Porque sou dona do Nada.
Sempre que construí alguma coisa caiu por terra...
... e acabei novamente com o meu Nada.

"Got my hair, got my head
Got my brains, got my ears
Got my eyes, got my nose
Got my mouth, I got my smile
I got my tongue, got my chin
Got my neck, got my boobies
Got my heart, got my soul
Got my back, I got my sex"

Tudo o resto vem e vai tipo furacão.
Cada um mais devastador que o anterior.
O meu Nada é garantido...
... o Nada nunca me falha.

“I got my arms, got my hands
Got my fingers, got my legs
Got my feet, got my toes
Got my liver, got my blood”

O Nada para mim é tudo.
Se te “enfio” no meio desse meu Nada...
... entre o meu fígado e o meu sangue...
Pertences ao meu tudo.

"I've got life, I've got my freedom
I've got life
I've got the life
And I'm going to keep it
I've got the life"

Eu tenho noção que não sou fácil de entender...
...que sou estranha.
Até eu por vezes não me entendo.


Dєiα ツ


Soundtrack By.: Nina Simone na música “Ain't Got No - I Got Life”

10 abril 2018

...intensidade...

*


Há pessoas que entram na nossa vida não com o objectivo de ficar, entram porque vêem acrescentar algo que faltava.
Outras o objectivo é ficar, não ficam, quando tudo complica é mais fácil abrir mão que ficar e emendar.
Está meio mundo cansado de lutar e outro meio acha que nem vale o esforço.
Há pessoas que juntas nada avança, nada brilha.
E há pessoas que juntas conseguem a felicidade quase absoluta e o inferno na terra...
...intensidade...
E de que vale a vida sem intensidade, sem o sangue quente nas veias?
Que venham os extremos.
Sejamos latinos... é um tudo ou nada estonteante entre o amor e o ódio. Sejamos bélicos ou pacíficos sem nunca nos rendermos à apatia.
Nada se constrói no marasmo letárgico do deixa para lá
E lamentemos quem passa por esta vida já meio morto.

Montemos o caos desmontando a ordem imposta.

Dєiα ツ

*i – intensidade da corrente elétrica
Q – quantidade de carga elétrica
Δt – intervalo de tempo da passagem da carga elétrica

21 março 2018

Fragmentos...


"Não posso sonhar, 
não te tenho aqui para falar contigo"

O caos causado pela confusão torta da iminente felicidade.
Por se estar vivo, por estar a teu lado, apenas por te ter encontrado.
Não sei quem somos, não sei o que somos.

- Gosto milhões de ti! 

- É fácil, leve... Puro! 


O amor eterno das escassas horas, o suficiente para saciar a carne.
A existência suprema, momentos repetidos até se perder a conta.
Ecos que ressoam até ao infinito, intricados como se fossem um uno.

- Sexo pelo sexo. 

- O amor descrito pela nossa respiração. 

Vulgarizaram a palavra amor pela leviandade com que a disseram.
Glorificaram o sentido a tal ponto que se tem medo de a proferir.
Resta o gostar, espécie de amor à espera que lhe abram a porta.

- O amor é um velho sentado à lareira. 

Pacato... acabado... Sem mais nada esperar. 

És o meu nada que se está a tornar em quase tudo.
E quando o tudo resolve invadir o meu nada, tenho-te a ti.
A atracção que me faz orbitar em ti é explicada pelas leis do "tudo"!

"Amor é bicho instruído. 

Olha: o amor pulou o muro 
o amor subiu na árvore 
em tempo de se estrepar." 
By.: Carlos Drummond de Andrade 
O amor bate na Aorta 

Vou subir o muro a tempo de me esbandalhar do outro lado.
Nada se equipara às fendas criadas pela doce alegria.
Por onde a felicidade deixa entrar o amor.

- Gosto de ti às direitas e às avessas. 

Desarma do preconcebido ficarás completamente preenchido.
Despe os formalismos que condicionam o entrelaçar das almas.
A atracção pertence ao terreno.
A conexão vai para além disso.


Dєiα ツ

10 março 2018

“Onde não puderes amar não te demores...”


“Onde não puderes amar não te demores...” 
não interessa de quem, a sua autoria perdeu-se no tempo... 
ficou o sentido.

Até podes amar, mas não podes ficar. Até podes ficar, mas não amas.
Troca o amar pela palavra que quiseres, desde que o “não” esteja presente tudo está condenado.

- Não!
A derradeira palavra.

Levanto facilmente os pés da terra e embarco em aventuras maiores que eu. Adoro o aqui e agora.
Tenho sede de vida, e foi esta sede de vida que fez com que a minha vida fosse uma montanha russa, que eu amo cada pedaço, mesmo os pedaços que tiraram pedaços de mim e que cada vez mais me fazem pousar os pés na terra.
Criei uma auto-proteção inconsciente que me faz parar a meio e equacionar todos os prós e contras.

E eu sei, escolho não ver, não saber, escolho enganar-me para ser mais um pouco feliz do meu jeito torcido. 

Eu e as malditas lentes cor de rosa.
Só que chega a altura de ser adulto e ser adulto é uma chatice.

- Adorei o sonho.
Mas este sonho não me pertence.

O despertador tocou.
Está na hora de acordar e por os pés no chão. Antes que caia tudo, antes que nasçam as escaras. 

É o viver no fio da navalha, o ser sem ser. O meu lugar sendo aqui não me pertence. 

Talvez um dia ... talvez daqui a 10 anos o lugar me pertença, agora não é meu. 

O imperfeito de tão perfeito segue em linha recta.

Dєiα ツ

04 março 2018

Simples, fácil, livre...

" Tu és o meu relógio de vento.
A minha máquina aceleradora de sangue
E por quanto tempo ainda
As minhas mãos serão para ti
O passeio nocturno do gato no telhado"
By.: Isabel Meirelles

Minha loucura, minha ilusão, derramadas aos extremos de um sentimento que não chega a ser... ou que por ser tanto, não cabe a nós, homens, saber o que ele é ou entende-lo.

- Gosto de ti como se gosta dos dias de verão. 
Simples, fácil, livre de influências.

Deixar livre para voar é deixar-me livre para fugir, palavras inconcretas e pouco sábias... ou a prisão livre do que se tem, sem ter.

- Gosto como uma criança gosta ...
incondicionalmente, sem cobranças, 
sem carências e sem juízos.

O nunca acabar o que nunca começou, a certeza incerta de que durá a eternidade de um sopro... ou o epílogo da mais épica história de amor que nunca foi escrita.

- Gosto de ti como se gosta do riso sincero. 
Simples, fácil, livre de julgamentos.

Acções e razões de tão claras, tão simples, gritadas na minha consciência inconsciente... ou a certeza absoluta que te posso vir a perder. 

- Gosto como um animal gosta... 
puro, sem exigências,
sem cerimónias e sem amarras.

Simples, fácil, livre...
De tão livre que chega a não ser.


Dєiα ツ

28 fevereiro 2018

A Louca



- Lá vamos nós novamente entrar na tua montanha russa!
- Perfect!

A busca da supremacia do ser, da felicidade, correria infernal pelo final perfeito!

E se...
E se o final perfeito não for aquele final esperado?
E se...
E se o no meu final perfeito não existir príncipes encantados e cavalos alados?
E se...
E se no meu final perfeito apenas exista...
Apenas exista eu!

- A louca! passou-se novamente!
- Espera, pensa nisto por um segundo.

E se apenas exista eu no final perfeito!
Afinal, todos morremos sós...

- Eu vou morrer contigo, no mesmo segundo... no mesmo instante!
-  Nós somos um uno Caçador e 
discutir com o meu alter ego é loucura demais até para mim.

Todo o caminho percorrido até ao derradeiro final conta.
Todos os sentimentos...
Todas as vivências...
Todas as dores...
E todos os amores!

- Blá blá blá! Só falas asneiras.
- Pára de interromper, deixa-me acabar o meu raciocínio.

Sabemos lá o que queremos desta vida.

Um grande amor?
Filhos?
Uma casa com uma cerca branca?

Eu sempre quis a loucura, virar o mundo de ponta cabeça, ser feliz à minha maneira.



- E se morrermos hoje?

Dєiα ツ

08 setembro 2017

Conta-me a Tua Verdade!

"Sou a àrvore e relâmpago que a atinge!"
By:. Agnes - American Horror Story

Engana-me com a verdade para não me assustes com as mentiras.
Grita-me a tua realidade para não me ocultares os teu medos.
Mostra-me os fantasmas para não me criares um conto de fadas.

Segreda-me baixinho o que te faz disparar o coração.
Cala essa vergonha e mostra do que é feita a tua alma.
Desenha-me o que és e deixa-me escolher o caminho a seguir.

A minha verdade sobre ti um engodo da minha mente.
A tua verdade sobre mim uma alegoria do teu desejo.

Eu sou o fogo e a água.
Eu sou o amargo e o doce.
Eu sou o tudo e o nada.
Eu sou o amor e o ódio.

Toda a minha verdade é só minha!
Toda a tua verdade é só tua!

Somos quem quisermos ao sabor das minhas vontades e da tua imaginação.
Tudo muda, tudo se transforma, nada é imutável nem eterno.

As nossas verdades de hoje...
...são as mentiras de ontem...
...e as utopias de um amanhã.


Dєiα ツ